Sophia de Mello Breyner Andresen no Panteão Nacional

 

Podes saber tudo sobre este acontecimento aqui 

As pessoas sensíveis
 
As pessoas sensíveis não são capazes De matar galinhas Porém são capazes De comer galinhas   O dinheiro cheira a pobre e cheira À roupa do seu corpo Aquela roupa Que depois da chuva secou sobre o corpo Porque não tinham outra O dinheiro cheira a pobre e cheira A roupa Que depois do suor não foi lavada Porque não tinham outra   "Ganharás o pão com o suor do teu rosto" Assim nos foi imposto E não: "Com o suor dos outros ganharás o pão."   Ó vendilhões do templo Ó constructores Das grandes estátuas balofas e pesadas Ó cheios de devoção e de proveito   Perdoai-lhes Senhor Porque eles sabem o que fazem.   Sophia de Mello Breyner Andresen (Livro sexto)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *